domingo, 8 de fevereiro de 2015

Campinas e seu transporte público

Hey,

Hoje fui para cidade de Campinas pois precisava ir até a livraria Cultura fazer uma troca que fica no Shopping Iguatemi. A viagem decorreu normalmente até a chegada na rodoviária e me dirigi ao terminal intermunicipal para pegar o ônibus/micro-ônibus para Shopping.

Primeira coisa que notei foi o valor da passagem R$ 3,50 aí dei o dinheiro ao motorista que voltou o troco e me entregou o cartão abaixo. R$ 12,50...aí fiquei pensando acho q voltou o troco errado ou valor da passagem era outro...

Foto: Kátia Paciukevich
Depois de passar a catraca vi um folheto no final do ônibus informando que a partir do 01 de outubro de 2014 somente era permitido o pagamento da passagem via cartão...ai pensei " ok faz mais 06 meses que não venho a campinas de ônibus, a ultima vez foi de carro...se não sou de Campinas como faço? Sou obrigada a ter um cartão de uma cidade que pouco frequento porque o motorista não tem troco???  Isso é um absurdo!!! Sendo que não tem informação clara que o ônibus não iria ter troco para dinheiro.

Na hora de voltar peguei o ônibus em frente ao Shopping e na hora de entrar e pagar ao motorista ele informa "somente cartão, não aceito dinheiro pq não tem mais troco" ai falei na ida paguei com dinheiro no terminal...Mas eu fiquei tão  brava e indignada que minha mãe acabou indo conversar com o motorista e falou que eramos de outra cidade. Ai ele informou que os poucos ônibus que recebem em dinheiro o horário máximo para rodar é até as 16....e nenhum lugar estava informado isso!

Imagina quanta gente já não passou aperto como nós hoje.Vi um casal, que também ficou espantado quando motorista disse que não tinha troco.Uma amiga teve que passar a passagem para outra pq ela iria pagar em dinheiro. Vi que os próprios campineiros ainda não sabem como funciona o sistema (que entrou em vigor 01.10.14) imagina os turistas das cidades próximas que vão esporadicamente... 

Lembro quando entrou a bilhetagem em papel em SP e tiraram todos os cobradores. Eram umas catracas verdes que vc colocava o bilhete idêntico ao bilhete de metro, deu a maior confusão o pessoal começou a pular a catraca...e em poucos meses retiraram as catracas e voltaram com os cobradores. 

Resumindo a passagem era a tarifa lazer (aos Domingos) R$ 1,75 porém tinha o adicional pelo cartão descartável R$ 2,00 totalizando R$ 3,75 (na verdade não é descartável, vc devolve ao guichê Transurc e recebe o reembolso R$ 2,00) consegui voltar ao terminal intermunicipal e ir para Rodoviária e voltar para casa e ainda estou com esses malditos cartões descartáveis!!!!!

#kátiaindignada