sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Industrias x Logística Reversa

Hey...

logística reversa 
 Fonte: http://www.suapesquisa.com/ecologiasaude/logistica_reversa.htm

Conceito: 
De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (estabelecida pela lei 12.305 de 2/08/2010), a logística reversa pode ser definida como “instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado por um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada”.

Quando entrará em vigor:
De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), a logística reversa passará a vigorar em 2014 e deverá estar implantada em todo país até o ano de 2015. Porém, já existem muitas indústrias utilizando a logística reversa em função da política de responsabilidade ambiental que possuem.

Leia também sobre o tema no site do Ministério do Meio Ambiente (MMA)  - link aqui


Atualmente deveriam fiscalizar com extremo rigor a lei citada acima  sobre a logística reversa porque o planeta não aguenta mais com o excesso de lixo que descartamos excessivamente, diariamente, indiscriminadamente e de forma errada.  As industrias são responsáveis por seus produtos até o final da sua vida util e deveriam recolher e  dar um destino adequado. Fiscalizar se já implementaram e se estão executando, pois vejo poucas empresas que fazem isso, vejam alguns exemplos abaixo e benefícios.

Exemplo fácil, que já existem a alguns anos - Empresas de Cerveja.
Entregam engradados com garrafas de cerveja cheios e no mesmo transporte recolhem vasilhames vazios...que são reutilizadas para novas cervejas (serão limpos, esterilizados e envazados) sendo assim o meio ambiente ganha, o cliente ganha porque paga menos embalagem, fornecedor ganha não precisa comprar novas embalagens.

Mesmo que não desse para virar o mesmo produto que seja recolhido e reciclado e reduzido evitando assim que parem no aterro sanitário ou em um lixão qualquer que demorará anos e anos para se decompor e ainda contaminará o solo, gerando mais prejuízos ao meio ambiente.

Outro exemplo, lampadas fluorescentes.Elas na verdade são toxicas, pois tem vapor de mercúrio em sua composição. Hoje ao comprar uma lampada em uma loja de materiais - lá possui um recipiente para recolhimento de lampadas velhas/queimadas que são devolvidas ao fornercedor. O mercúrio é altamente tóxico. Mesmo à temperatura ambiente, o metal libera vapor inodoro e invisível, que é facilmente absorvido através da respiração, sendo essa a via de contaminação mais grave, pois cerca de 80% da dose inalada vai para a corrente sanguínea. Sua solubilidade no sangue é maior que na água, e uma vez absorvido pelo organismo ele se acumula nos tecidos. A contaminação pode acontecer também por ingestão ou pelo contato com a pele.

Sugestão para embalagens plasticas: Plástico demora 100 anos para se decompor que tal reciclar e reutilizar para reduzir a produção de embalagens? Ou tornar ela biodegradável? Ou trocar por outra matéria-prima de recursos renováveis e rápida decomposição?
Fonte:https://cincoerres.files.wordpress.com/2010/05/208_lixo1.jpg
Precisamos reduzir drasticamente a produção de lixo usando os 5 R's (Reciclar, Reduzir, Reutilizar, Responsabilizar e Respeitar) pode ser um caminho.

O mundo não tem lixo para jogar fora e nesse planeta populoso em que a expectativa de vida é cada vez maior precisamos mudar nossos hábitos para tentar minimizar as alterações climáticas, causadas por nós mesmos, através uso indiscriminado dos recursos naturais e dos recursos não renováveis gerando prejuízos irreparáveis e alguns até irreversíveis.